Servidores- atletas do TCU levam tribunal ao primeiro lugar na Olimpíada dos Tribunais de Contas 2017

Servidores- atletas do TCU levam tribunal ao primeiro lugar na Olimpíada dos Tribunais de Contas 2017

(Jornalista:Milena Abrahão Khoury)

Com o melhor desempenho, o TCU sagrou-se campeão da Olimpíada dos Tribunais de Contas 2017. Ao todo, o tribunal conquistou 52 medalhas, sendo 19 de ouro, 17 de prata e 16 de bronze. O evento, sediado em Brasília entre os dias 28 de outubro e 2 de novembro, reuniu servidores dos Tribunais de Contas de todo o Brasil e do Uruguai motivados pela competição e, sobretudo, pelo espírito olímpico.

 

O objetivo da OTC, cuja realização já se tornou tradição entre os Tribunais de Contas, é estimular a integração, o congraçamento e o enfrentamento de obstáculos cotidianos, além de promover a busca pela melhoria da qualidade de vida do servidor, atenuando o estresse diário.

 

Integraram o rol de atividades esportivas oferecidas no evento as seguintes modalidades: futebol society, futebol de salão, voleibol indoor, voleibol de praia,  tênis de campo, tênis de mesa, corrida  de 5km e  de 10km, pesca esportiva, beach tennis, tiro esportivo, basquete, futevôlei, natação, bocha,  boliche, dama, dominó, pebolim, pôquer, truco, sinuca e xadrez.

 

Medalhistas da OTC 2017

Das mãos irretocáveis do colecionador de medalhas Marcelo Klimkievicz, que compôs dupla sênior com o ministro Augusto Nardes, livre com Luiz Gustavo Andrioli e master com Guilherme Barbosa, o TCU garantiu três ouros. Klimkievicz também subiu no pódio pela simples sênior e ainda ganhou duas pratas nas categorias simples livre e master. Guilherme Barbosa levou uma prata na simples sênior.

 

Em um jogo em que os adversários do TCE-SP fizeram muita catimba, o futsal masculino garantiu a prata para o TCU. A equipe do tribunal esteve representada pelos servidores-atletas Alison Souza, Yuri Carvalho, Gerson Sousa, Renilson Barboza, Lucas Santa Ana, João Marcos Ribeiro Santa Ana, Rafael Bittencourt,  Luiz Gustavo Andrioli, Leonardo Costa, Cláudio Nogueira e Raphael Gomes.

 

No voleibol de areia feminino de dupla master, Simone Barbosa e Adalgisa Soares conquistaram o ouro olímpico. As atletas mostraram um alto nível de jogo e derrotaram com facilidade as adversárias. Com sua parceira de quadra, Bruna Mara Couto, Barbosa também conquistou o bronze na categoria dupla livre. Por sua vez,  Carline Alvarenga e Luciana Schneider festejaram o bronze olímpico na dupla master. No masculino master, a dupla Lúcio Menezes e Walisson Correia ficou com medalha de bronze.

 

No beach tennis, Alessandra Santos e Rosa da Silva Rêgo, revelações na modalidade, levaram medalha de prata na dupla livre. Alessandra Santos, que iniciou seus treinos há poucos dias da competição, também ganhou a medalha de bronze na categoria simples livre.  Por sua vez, Simone Barbosa ficou com a medalha de prata na categoria simples master.

 

Nessa mesma modalidade, na categoria masculina, a destacada participação de Marcelo Klimkievicz conduziu o atleta à medalha de ouro na simples master e na simples livre. Ele também conquistou mais dois ouros, sendo um na dupla master, com o experiente Lúcio Menezes, e o outro na dupla livre com o construtor de bonitas jogadas, Fernando Pochyly, que ainda ficou com a prata na simples livre. Entrosada, a dupla Yuri Carvalho e Lúcio Menezes garantiu o bronze na livre.

 

 

Renata Leal Couto, Lívia Fernanda, Ana Beatriz Lemos, Bruna Mara Couto, Carline Alvarenga, Cláudia Vieira Pereira, Adalgisa Soares, Lucimar Vieira, Dione de Cerqueira, Simone Barbosa, Luciana Schneider, Aline Ferreira e Sarah Souto, as meninas de prata do voleibol indoor feminino, aliaram talento e raça na acirrada partida contra o TCE- PI.

 

Com o pescoço envolto em medalhas, Patrícia Maria Skolaude Corrêa manteve a liderança no pódio da natação ao conquistar quatro pratas (nos 25m livre, nos 25m costas e nos 25m borboleta sênior, além do revezamento 4x25m livre, em parceria com Cláudia Vieira Pereira, Carline Alvarenga e Aline Rodrigues). Além disso, ficou com o bronze nos 25m peito sênior. Repleta de disposição, Margarida Rodrigues Ferreira conquistou três bronzes nos 25m livre, nos 25m costas e nos 25m peito na categoria best sênior.

 

Na natação masculina, o TCU também se fez presente no pódio com o bronze de Rodrigo Márcio, Eduardo Monteiro, Eugênio Vilela e Marcelo Orlandi no revezamento 4x25m livre. Somada a essa medalha, o veterano Antônio de Moura Lima ainda trouxe mais uma de bronze e uma de prata para o tribunal nos 25m costas e nos 25m peito, respectivamente, na categoria best sênior. Marcelo Orlandi fechou o quadro de medalhas com um bronze no 25m costas master.

 

 

Com estratégia, Flávio Sposto assegurou a medalha dourada no xadrez, bem como a dupla Lívia Fernanda e Adalgisa no boliche feminino.

 

No Pebolim do TCU deu a dobradinha Pedro Freitas e Clindemberg Mendes  Patrício, com a medalha dourada, e Marcus Borela e Breno Soares, que garantiram a prata para o tribunal.

 

No tiro masculino, o TCU mirou em três vitórias, conquistando o título com Oscar Rocha, a prata com Rommel Brandão e o bronze com Jordão Poletto. Por sua vez, mesmo febril, Tatiana Corrêa garantiu o ouro na mesma modalidade, categoria feminina.

 

Com destreza, Rosana Oliveira foi prata no tênis de mesa individual e ouro, com a raça de Maria Quarta, no tênis de mesa em dupla master.

 

Habituado com o degrau mais alto do pódio, Renilson Barbosa reiterou sua invencibilidade com um ouro na corrida de 10 km livre. Antônio de Moura Lima conquistou o ouro no best sênior, corrida 10km, e Marcelo Orlandi e Breno Soares ficaram com o ouro e com a prata, respectivamente, na corrida de 10km do master. Superando desafios, Cláudia Jordão abocanhou um ouro nos 5km livre, categoria feminina. Já Ana Maria Alves, assegurou o bronze nos 5km master.

 

Em um jogo emocionante decidido nos pênaltis, – assim como foi a disputa pela vaga na semifinal-  o futsal feminino, representado por Alessandra Santos, Renata Leal Couto, Lívia Fernanda, Manuela de Andrade, Maria Quarta, Rosa da Silva Rêgo, Deane D’ Abadia, Ana Beatriz Lemos, Ana Maria Alves e Rosana Oliveira, conferiu medalha de prata ao TCU.

 

 

Dione de Cerqueira, Renata Leal Couto, Alessandra Santos, Ana Beatriz Lemos, Lucimar Vieira, Ana Cristina Coutinho, Patrícia Maria Skolaude Corrêa, Cintia de Lima, Deane D’ Abadia e Manuela de Andrade ainda acumularam mais uma medalha para os esportes coletivos do TCU: dessa vez, um bronze olímpico no basquete.

 

Garra e um incrível espírito de equipe marcaram a partida de basquete dos meninos de ouro Uriel Papa, Victor Moraes, Pedro Freitas, Carlos Siqueira, Marcelo Freire, Rommel Brandão, Oscar Rocha, Fábio Guimarães, Eugênio Siqueira e Ivan Rogedo.

 

 

Pronunciamento do ministro Augusto Nardes

Na cerimônia de encerramento da OTC, o ministro Augusto Nardes agradeceu a presença dos servidores-atletas dos diversos estados brasileiros e dos “irmãos” uruguaios no evento e enfatizou que o esporte é uma forma de integrar e de buscar amigos para compartilhar momentos de alegria. Ele ainda destacou que o Controle Externo é única instituição capaz de transformar o Brasil.

Nardes ainda sugeriu uma moção de aplausos aos Conselheiros dos Tribunais de Contas dos demais estados e rendeu homenagem ao presidente do Comitê da Olimpíada dos Tribunais de Contas, Conselheiro Wilson Wan-Dall(TCE-SC) e  aos organizadores da competição, Evandro Arruda (TCE-PR), Alison Souza e Simone Barbosa, bem como ao servidor Telmo Urasato, que faleceu durante a competição.

E, para concluir seu pronunciamento, arrematou: “O mais importante na relação humana é ter amigos e aqui estão os amigos do Controle Externo do Brasil e do Uruguai”.

468 ad