Notícias

Confraternização e fome de bola marcam a estreia de servidores no primeiro campeonato de futebol society 2018 do clube da ASTCU

Confraternização e fome de bola marcam a estreia de servidores no primeiro campeonato de futebol society 2018 do clube da ASTCU

19 de março de 2018
(Jornalista:Milena Abrahão Khoury)
Em clima de descontração, de congraçamento e de gols eletrizantes, cerca de cem atletas reuniram-se no dia 10 de março, no campo de futebol oficial do clube da ASTCU, para participar da primeira edição do campeonato de futebol society 2018, cujo público-alvo são servidores do TCU, seus dependentes, estagiários e prestadores de serviço.
As partidas inaugurais foram disputadas pelas seis equipes que integram o torneio, representadas – em ano de Copa do Mundo – por Seleções de Futebol respeitadas mundialmente. E, nessa primeira rodada da primeira fase, o placar dos jogos definiu-se da seguinte maneira: Alemanha 2 x 1 Argentina; Brasil 0 x 5 Espanha; França 7 x 3 Portugal. Por sua vez, a decisão do campeonato acontecerá no dia 14 de abril, com entrega de troféus ao time campeão, ao segundo colocado, ao melhor goleiro e ao artilheiro. Também haverá premiação com medalhas para a equipe que levar o título e para o segundo lugar.
Para Renato Arrochella, presidente da Seleção TCU e idealizador da competição, o objetivo do evento, além de promover a confraternização, é trazer o servidor do tribunal para o clube, que se encontra em fase de expansão. “É importante fazermos essa reunião de colegas de trabalho fora das dependências do TCU, pois são nesses momentos descontraídos que a aproximação verdadeira acontece. E o futebol, por ser um esporte coletivo, proporciona esse estreitamento de laços de amizade”, pontuou.
Estreia da Seleção do Brasil
Em relação à estreia da Seleção do Brasil, equipe que defende no campeonato e que não marcou nenhum tento na partida, Arrochella enfatizou que “por representarmos o Brasil, nossa pátria, temos uma responsabilidade maior porque não queremos ver outros times, como  Alemanha e Argentina, por exemplo, serem campeões dentro do nosso território, mesmo sendo esse um torneio doméstico”.  Por outro lado, ao estabelecer uma analogia com os jogos da Seleção Brasileira oficial, destacou que, quando ela começou vencendo, não chegou à final. “Então, prefiro que galguemos as posições e, de repente, cheguemos em uma final de uma forma reativa. E não porque estávamos de ‘salto alto’”.
Por sua vez, para o técnico do Brasil, Sandoval Batista, infelizmente, ‘jogo é jogado e lambari é pescado’. “Entramos com pouca vontade no jogo e levamos cinco gols, mas faz parte do futebol. Na próxima, vamos tentar reverter esse placar e subir na tabela”, ponderou.
Gerson Sousa, atleta integrante da Seleção da Espanha, atribuiu a vitória de 5 a 0 contra o Brasil ao comprometimento da equipe. “Todos jogamos bastante, corremos um pelo outro. E, apesar de termos o Paulo ‘Gogó’ no time, superamos essa dificuldade. Além disso, nosso goleiro se destacou bastante. Há diversos times da Europa querendo contratá-lo, mas a multa rescisória é alta”, descontraiu.
Segundo Lélio Reis, artilheiro da equipe da França, o time foi bem na estreia, apesar de no começo da partida os jogadores terem ficado meio perdidos, uma vez que os atletas não se conheciam. “ No entanto, durante o jogo, o time se encontrou em campo e conseguimos uma vitória de 7 a 3 contra Portugal. Nosso objetivo é o título”, afirmou.
Já para Manoel Bomfim, capitão da equipe de Portugal, o intuito do campeonato é reunir os amigos e movimentar o clube da ASTCU, “um espaço que é do servidor do TCU”. Segundo Bomfim, o primeiro dia de torneio foi um sucesso, pois os atletas do tribunal revelaram-se satisfeitos com o evento e com as novas estruturas do clube. “Em relação ao jogo de hoje, o resultado não foi favorável, mas já estamos nos preparando para uma recuperação contra a Argentina e para chegarmos à final”, salientou.
 Objetivos da ação e campanha “ASTCU+1’’
Para o vice- presidente da ASTCU, Alison Souza, a iniciativa de promover o futebol society, aliada à campanha para trazer mais um associado, promove o congraçamento entre os servidores do TCU e possibilita um maior acesso às dependências do clube que, “ao longo dos seis últimos anos, têm recebido investimentos constantes em infraestrutura e na área esportiva”.
 “Apoiamos e investimos na ideia do Renato Arrochella por acreditarmos no potencial esportivo do nosso clube e na união entre os servidores do tribunal.  As inscrições se esgotaram e observamos que os atletas estão felizes, participando e brincando com os colegas, em uma excelente confraternização. E clube é isso. É espaço de reforço e de cultivo de amizades. E é nessa qualidade de vida que a Diretoria vem investindo maciçamente. Parabéns ao Renato e aos jogadores”, arrematou o vice-presidente. Ele também aproveitou a oportunidade para convidar os demais servidores a conhecer e a participar das atividades do clube. Na oportunidade, o segundo vice-presidente da ASTCU, Renato Arrochella, informou que já há uma conversa na Diretoria para viabilizar a realização da segunda edição do torneio de society, ainda em 2018. Para isso, ressaltou: “é preciso que haja um incremento no número de associados, o que pode ocorrer com a adesão de servidores à promoção ‘ASTCU+1’”.
De acordo com essa campanha, o (a) sócio(a) veterano(a) que trouxer outro(a) sócio(a), reduz o valor de sua mensalidade e do (a) novo (a) associado(a) e ainda recebe um voucher para a feitura das unhas no salão localizado na sede do TCU ou para uma lavagem de carro na Kombi do Adão, próxima ao tribunal. Mais informações pelos ramais: 7184/7321.
Author: